Alicerce Bíblico

Incentivo ao Estudo do Aconselhamento Bíblico

Pr. Oswaldo Carreiro descreve, em breves palavras, a importância do Aconselhamento Bíblico. Por meio delas, ele nos incentiva a estudar mais este importante tema e instrumento para cumprirmos com os desejos e as ordens do Pai.

 

Aconselhe Biblicamente

Por Oswaldo Carreiro

O aconselhamento bíblico é tarefa indispensável ao crescimento e edificação da igreja. Diante de tantas teorias e propostas atuais para tratamento dos problemas da alma, é urgente e fundamental examinarmos as Escrituras para que com fidelidade, temor e tremor possamos praticar o aconselhamento bíblico quer individualmente como filhos de Deus devidamente habilitados e capacitados, quer como igreja desenvolvendo, apoiando e valorizando o ministério de aconselhamento bíblico.

Precisamos também saber discernir o aconselhamento cristão, porém não bíblico, do aconselhamento verdadeiramente bíblico. Mas como fazer esta distinção para não nos rendermos às propostas da psicologia secular com faixada de cristã? O aconselhamento que Deus espera ver em Sua igreja deve ser bíblico tanto no diagnóstico quanto no tratamento e soluções dos problemas. Deus, na verdade, designou Sua igreja para essa tarefa e em Cristo nós fomos capacitados para aconselhar biblicamente conforme vemos em 2Pedro 1.3: Seu divino poder nos deu todas as coisas de que necessitamos para a vida e para a piedade, por meio do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude.

>> Continue a leitura em Todah Elohim

 

 

Follow Alicerce Bíblico on WordPress.com

Paul Tripp – Especial

Clique para ver os textos de Paul Tripp em Todah Elohim

Instagram

Quando tentado pelo pecado, onde fixar os pensamentos? #jesus Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias. — Martinho Lutero Uma vida de contentamento não é baseada no que uma pessoa tem, mas em quanto a pessoa depende de Cristo. — Stephen Bramer
(Baseado nas palavras de Paulo em Filipenses 4.) Por #Agostinho.