Alicerce Bíblico

[Em Inglês] David Powlison fala sobre o passado, o presente e o futuro do Aconselhamento Bíblico

Dr. David Powlison compartilha sua perspectiva do passado, do presente e do futuro do Aconselhamento Bíblico. Ele oferece insights nos pontos positivos e também negativos que caracteriza o movimento.

Vencendo a tentação sexual

Por Eros Pasquini

Estudos na vida de José: vencendo a tentação sexual (Gn 39.1-20)

Tentação. Algo tão comum na vida de cada um de nós… mas como lidar com ela? O que é necessário para derrotá-la? Veja essa resposta tendo José como exemplo, um homem íntegro num contexto corrupto.

Fonte: Conexão Bereana

Quatro palavras que ajudam a definir o aconselhamento bíblico

O Novo Testamento faz uso de diversos termos para enfatizar o aspecto mais concentrado do “fazer discípulos”, o que chamamos de Aconselhamento Bíblico. Hoje vamos examinar quatro deles. Os significados e usos dessas quatro palavras nos ajudam a vislumbrar um ministério bem equilibrado, empenhado em ajudar pessoas a mudarem.

Parakaleo Primeiro, de acordo com o Dicionário Expositivo de Palavras do Antigo e Novo Testamentos (Vine’s), a palavra grega parakaleo significa “chamar para seu lado”, ou seja, “chamar para socorrer”. Ela é usada para todo tipo de ‘chamado’ que é intencionado a produzir um efeito particular, e daí decorre seus vários significados, como “confortar, exortar, desejar, chamar para”. O apóstolo Pedro usa essa palavra para alertar cristãos a se absterem das paixões da carne (1 Pedro 2.11), e o autor de Hebreus insiste que os crentes devem encorajar uns aos outros a serem fiéis a suas igrejas locais (Hebreus 10.25). O plano de Deus para transformação do nosso caráter pessoal sempre incluiu outras pessoas da comunidade da fé, pois o crescimento espiritual normal não acontece em isolamento, mas na companhia de outros.

Protrepo — Segundo, a palavra grega protrepo significa “impulsionar, incentivar, encorajar”. Por exemplo, quando Apolo desejava ir a Acaia, os irmãos “encorajaram” outros para o receberem com graça (Atos 18.27). Portanto, descobrimos que, de tempo em tempo e em vários níveis, todas as pessoas precisam estar motivadas para continuar avançando na jornada da aplicação das verdades bíblicas para sua vida.

>> Continue a leitura em ABCB

 

Robert Jones – O Que a Bíblia Diz Sobre Perdoar a Si Mesmo?

Nada! O conceito de perdoar a si mesmo não surgiu com base em numa interpretação das Escrituras. Dr. Robert Jones nos apresenta uma perspectiva bíblica sobre a questão:

  • A pessoa que diz “eu não consigo me perdoar” talvez esteja expressando uma falta de habilidade ou disposição para entender e aceitar o perdão concedido por Deus, ou seja, dizemos que não conseguimos nos perdoar porque, na verdade, duvidamos do perdão de Deus para conosco.
  • A pessoa que diz “eu não consigo me perdoar” talvez não consiga ver ou não esteja disposta a reconhecer a profundidade da sua depravação. A pessoa pensa: “eu ainda não consigo acreditar que fui capaz de fazer isso!”
  • A pessoa que diz “eu não consigo me perdoar” talvez esteja expressando o seu desapontamento por deixar de concretizar um desejo muito especial, em outras palavras, ela diz: “eu tive a oportunidade de conseguir algo que eu realmente queria, mas eu a joguei fora! Eu não consigo me perdoar.”
  • A pessoa que diz “eu não consigo me perdoar” talvez esteja tentando estabelecer seu padrão pessoal de justiça, que equivale a dizer, “eu não tenho vivido à altura do meu padrão de perfeição ou das expectativas de outras pessoas”.
  • A pessoa que diz “eu não consigo me perdoar” talvez tenha se assentado na cadeira de juiz e declarado o veredito a respeito de si mesma, ou seja, “concedo o perdão conforme meu veredito”.

>> Veja a conclusão em Todah Elohim.

Incentivo ao Estudo do Aconselhamento Bíblico

Pr. Oswaldo Carreiro descreve, em breves palavras, a importância do Aconselhamento Bíblico. Por meio delas, ele nos incentiva a estudar mais este importante tema e instrumento para cumprirmos com os desejos e as ordens do Pai.

 

Follow Alicerce Bíblico on WordPress.com

Paul Tripp – Especial

Clique para ver os textos de Paul Tripp em Todah Elohim

Conexão Conselho Biblico

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Instagram

Quando tentado pelo pecado, onde fixar os pensamentos? #jesus Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias. — Martinho Lutero Uma vida de contentamento não é baseada no que uma pessoa tem, mas em quanto a pessoa depende de Cristo. — Stephen Bramer
(Baseado nas palavras de Paulo em Filipenses 4.) Por #Agostinho.