Alicerce Bíblico

Pastoreando o coração da criança

Por Tedd Tripp

Clique nas imagens ou nos títulos das mensagens para ser direcionado ao vídeo na plataforma VIMEO.

Parte 1

pastoreando-o-coracao-tedd-1


Parte 2

pastoreando-o-coracao-tedd-2


Parte 3

pastoreando-o-coracao-tedd-3


Parte 4

pastoreando-o-coracao-tedd-4

Mensagens dadas na Igreja Batista Fonte em fevereiro de 2016

Não perca seu filho

Por Jayro Cáceres

Clique na imagem abaixo para ser direcionado ao vídeo na plataforma VIMEO.

Parte 1


 

Parte 2

Clique na imagem abaixo para ser direcionado ao vídeo na plataforma VIMEO.

 


Mensagens dadas no dia 31/08/2019 na Igreja Batista Fonte (Campinas-SP).

Nove diretrizes para aconselhar pessoas com pensamento suicida

Por Robert Jones

Como você deve ministrar para amigos ou aconselhados que parecem ser suicidas? Embora a questão impeça a discussão de sinais de alerta e orientações bíblicas mais completas, considere nove diretrizes introdutórias.

1. Entre no mundo da pessoa e mostre um cuidado especial quanto aos fatores estressores que alimentam o pensamento suicida.

O risco de suicídio exige que você amplifique suas habilidades de cuidado e relacionamento. Valorize e desenvolva uma atitude carinhosa e compassiva.

 

2. Se a pessoa não falou sobre suicídio, mas você tem uma suspeita, pergunte a ela.

Aborde o assunto. Rejeite o mito de que falar sobre o assunto pode induzir a pessoa ao suicídio. A pessoa que manifesta sinais provavelmente já pensou em suicídio em algum momento. Levantar a questão transmite segurança para a pessoa conversar sobre o assunto. A gravidade desse problema supera qualquer risco potencial. Perguntas como estas abaixo podem ajudar (com cada resposta levando à próxima pergunta):

“Você já pensou em suicídio?” Se sim, então…
“Quantas vezes?” “Quando foi a última vez?” “Você está pensando nisso agora?” Se sim, então…
“Como você faria isso?” “Qual é o seu plano?”

Se a pessoa expressar intenção suicida, consulte a diretriz 8 abaixo.

(mais…)

Palestra sobre depressão com o médico Dr. Charles Hodges

Palestra sobre o mito do desequilíbrio químico do cérebro nos distúrbios mentais realizada na conferência da ABCB em Fortaleza.

Você sabe ouvir os dois lados de uma questão?

Por Thomas Tronco

“O primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão, até que outro venha à frente e o questione” (Pv 18.17).

Na eleição passada, em que escolhemos presidente, governador, senador e deputados, minha filha assumiu uma postura muito curiosa. Era como se ela fosse votar, apesar de ainda ser criança. Assim, ela se sentiu no dever de decidir quais eram os melhores candidatos. Mas não foi uma tarefa fácil. Ela me disse que ao ouvir um candidato, em seu programa eleitoral, ele parecia ser o melhor. Mas logo em seguida, outro falava e parecia que ele tinha razão no que discursava. Minha pequena filha descobriu como é difícil ouvir partes conflitantes entre si.

Essa dificuldade não se deve somente à inexperiência de uma criança. O próprio rei Salomão sabia dos problemas de ouvir as partes de uma demanda. Ele também achava que “o primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão”. Na verdade, nós costumamos ver primeiro o melhor das pessoas, de modo que um discurso em que alguém apresente seus argumentos nos parece quase sempre razoável e corremos o risco de concluir apressadamente que a razão está com esse. Mas isso acontece “até que outro venha à frente e o questione”, mostrando que o que parecia claro é bem nebuloso. Um desses casos difíceis de julgar foi narrado em 1Rs 3.16-28, em que Salomão teve de decidir qual era a mãe verdadeira do menino sobrevivente. A decisão revelou a todos a espetacular sabedoria que recebeu de Deus. (mais…)

Follow Alicerce Bíblico on WordPress.com

Paul Tripp – Especial

Clique para ver os textos de Paul Tripp em Todah Elohim

Twitter